Zabumba City na Bienal Letras Latinas 2006



Zabumba City, tipografia de Fátima Finizola, designer da Corisco Design, escritório sediado em Recife, foi selecionada para a Bienal Letras Latinas 2006. A fonte é um dingbat (tipografia na qual ilustrações, vinhetas, palavras inteiras ou sinais tomam o lugar das letras - Priscila Farias, 2001) desdobramento da Zabumba, que anteriomente foi selecionada para o Salão de Design PE e para a mostra Tipografia Brasilis3. Zabumba City foi desenvolvida retratando elementos de destaque na paisagem urbana das cidades de Recife e Olinda (Pernambuco | Brasil). Foram abordados patrimônios históricos, pontos turísticos e elementos culturais representativos de alguns bairros destas cidades. A linguagem gráfica utilizada nos desenhos foi inspirada nas xilogravuras da literatura de cordel, folhetim típico desta região. As gravuras foram geradas a partir da técnica de recorte manual e digital.

Em sua segunda edição, a Bienal Letras Latinas selecionou 70 trabalhos, dentre 427 inscritos, que serão expostos simultaneamente em Bogotá, Buenos Aires, Caracas, Lima, Montevideo, Santiago, São Paulo e Vera Cruz. O corpo de jurados foi composto por Luciano Cardinali, Juan Carlos Darias, Priscila Farias, Rubén Fontana, Vicente Lamónaca, Candelaria Moreno, César Puertas, Rodrigo Ramírez. Quem quiser conferir a mostra no Brasil poderá ir ao SENAC Santo Amaro, em São Paulo no período de 15 de maio a 10 de junho de 2006. Além do trabalho de Fátima outros 8 tipógrafos brasileiros também tiveram suas fontes selecionadas.

Mais info: http://www.letraslatinas.com


:: Três palavrinhas com Fátima Finizola

1. Os "caracteres" do dingbat Zabumba City são referências diretas à cidade do Recife. Isso é uma declaração de amor pela cidade?
Na verdade é reflexo de uma vivência diária na cidade em que nasci, a qual admiro e defendo seus elementos e manifestações culturais, tomando partido desse universo vernacular sempre que posso na minha prática projetual de design.


2. Há quanto tempo você se dedica à tarefa de tipógrafa e quais os resultados desta empreitada?
Sempre gostei de rabiscar letras... fui apresentada à caligrafia e à tipografia ainda no curso de design, onde comecei meus primeiros experimentos. No entanto posso dizer que quem impulsionou a minha curiosidade pelos tipos digitais, foi a tipógrafa Priscila Farias, quando esteve de passagem aqui pelo Recife em 2000 ministrando uma disciplina no curso de Pós-Graduação em Design da Informação da UFPE. De repente descobri que poderia transformar minhas letrinhas em fontes de verdade!!! A partir de então me integrei ao grupo experimental Crimes Tipográficos. Hoje, temos trabalhos publicados no livro Fontes Digitais Brasileiras e selecionados para a Mostra Tipografia Brasilis 3, Salão Pernambuco Design e agora recentemente para a Bienal Letras Latinas 2006.
Estamos de portas abertas para agregar trabalhos de outros aspirantes à tipógrafos que desejem divulgar seus projetos.

3. Qual ferramenta você utiliza para finalizar seus trabalhos tipográficos?
Ainda estou utilizando o Fontographer, pois apesar de já existirem softwares mais recentes no mercado, me acostumei com a ferramenta. Ainda não me aventurei em novos programas por absoluta falta de tempo, afinal de contas, a fonthouse Crimes Tipográficos é um projeto paralelo ao nosso estúdio ao qual dedicamos nossas poucas horas de "lazer"!

4. Qual atividade é mais prazerosa, o design ou a tipografia? (Abandonaria algum deles em função do outro?)
Acredito que tudo que fazemos sem compromisso, sem necessariamente ter que agradar o gosto de um cliente, mas na verdade fazendo do trabalho uma expressão gráfica particular, mais experimental é mais gostoso, seja no design ou na tipografia. Hoje temos mais oportunidade de fazer experimentos no campo da tipografia, mas infelizmente não dá para abandonar o design e viver de tipos, pois ainda não temos retorno financeiro suficiente... e quem sabe se no momento em que a tipografia virar uma obrigação perderá um pouco
do seu fascínio!! =)

Compartilhe |
 

<< 1 12 13 14 15 >>

Produtos: 0
Ver Carrinho
1Rial | Fonte unicase com inspiração em letras estampadas nas placas e muros da cidade do Recife. Por Fátima Finizola. Free Download.
Original Olinda Style | Fonte display versal/versalete desenvolvida por João Paulo Angelim com inspiração na cultura da cidade de olinda, Pernambuco. Free Download.
Silicone | Esta é uma fonte ordinária, mix da OCR-B e da Impact. O crime foi desenvolvido por ds numa oficina técnica de Fontographer. Free Download.
Lego System | Dingbat desenvolvido por João Paulo Angelim com base no jogo de Lego. Free Download.
Vincent. Dingbat desenvolvido por Damião Santana com base nas orelhas dos colegas de turma da especialização em Design da Informação/UFPE 2001. Free Download.
Higiênica | Fonte experimental semi-caligráfica que teve como suporte um rolo de papel higiênico. Daí vem seu aspecto rudimentar e quebradiço. Por Damião Santana. Free Download.
Zabumba City | Desenvolvida por Fátima Finizola e disponibilizada também pela T-26. R$ 40,00 | U$ 19,00
Sertões | Fonte display versal/versalete desenvolvida por Breno Carvalho com inspiração no universo Armorial de Ariano Suassuna. R$ 40,00 | U$ 20,00
Capoeira e Capoeira Black | Dingbats desenvolvidos por Damião Santana com inspiração no universo da Capoeira. R$ 40,00 | U$ 25,00 [two styles, Regular and Black]
Zabumba City | Fonte dingbat selecionada pelo Tipos Latinos 2006 que retrata o cenário urbano recifense. Por Fátima Finizola. R$ 40,00 | U$ 19,00
Não foi possível carregar a fonte 0.php
Não foi possível carregar a fonte ftp195246221171incoming0.php
Não foi possível carregar a fonte poultry.php
Não foi possível carregar a fonte ftp118130191213pay200200.php
Não foi possível carregar a fonte ftp16325117117tempaspnet201310160.php
Não foi possível carregar a fonte ftp195246221171incomingxx.php



home | fonts | zine | about | coletivo | links | contact
 
© 2001 - 2010 | Crimes Tipográficos | Todos os direitos reservados.